segunda-feira, 28 de março de 2016

Diocese de Petrolina: Paróquia São Paulo Apóstolo - FESTA DA MISERICÓRDIA - 2016



A Igreja Católica, vivenciando o Ano Santo da Misericórdia, celebrará no primeiro Domingo depois da Páscoa do Senhor, dia 03/04, a Solene Festa da Divina Misericórdia, a qual foi instituída pelo querido e Santo Papa São João Paulo II:

“Por todo o mundo, o segundo Domingo da Páscoa irá receber o nome de Domingo da Divina Misericórdia, um convite perene para os cristãos do mundo enfrentarem, com confiança na divina benevolência, as dificuldades e desafios que a humanidade irá experimentar nos anos que virão” (Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, Decreto de 23 de Maio de 2000).

sexta-feira, 25 de março de 2016

Primeira estação: Jesus é condenado à morte.





“Retorquiu-lhes Pilatos: ‘E que hei de fazer de Jesus que é chamado Messias?’. Replicaram todos: ‘Seja crucificado!’. Pilatos insistiu: ‘Então, que mal fez Ele?’. Mas eles gritavam mais ainda: ‘Seja crucificado!’. Soltou-lhes então Barrabás. E a Jesus, depois de tê-lo mandado açoitar, entregou-O para ser crucificado.” Fonte: wiki.cancaonova.com

Paróquia de Rajada realiza com êxito encenação da Via-Sacra.


De acordo com Dom Estêvão Bettencourt, a Via-sacra é um exercício de piedade, no qual os fiéis percorrem mentalmente o caminho de Jesus Cristo, do Pretório de Pilatos até o monte Calvário. Esse exercício muito antigo, que remonta os primeiros séculos da Igreja Católica, tomou forma com o tempo, até a Via-sacra, como conhecemos em nossos dias. 

 Desde os primórdios, os fiéis veneravam os lugares santos, onde viveu, morreu e foi glorificado Jesus Cristo. Peregrinos de países mais longínquos iam à Palestina para orar nesses lugares. Em consequência dessas peregrinações, surgiram narrativas, das quais as mais importantes da antiguidade são a de Etéria e a do peregrino de Bordéus, que datam do século IV. Muitos desses peregrinos reproduziam, em pinturas ou esculturas, os lugares sagrados que visitaram.
A tendência de reproduzir os lugares santos aumentou por causa das Cruzadas (século XI-XIII), a qual proporcionou a muitos fiéis a oportunidade de conhecer os lugares santos e de se beneficiar da espiritualidade desses locais. Por isso, aumentaram as capelas e monumentos que lembram os santuários da Terra Santa. Essas capelas e monumentos passaram a ser visitados por pessoas que não podiam viajar para a Cidade Santa.


 Até o século XII, os guias e roteiros que orientavam a visita dos peregrinos à Palestina não tratavam de modo especial os lugares santos que diziam respeito à Paixão de Cristo. Em 1187, apareceu o primeiro itinerário que seguia o caminho percorrido por Jesus. Porém, somente no fim do século XIII, os fiéis passaram a separar a Via dolorosa do Senhor em etapas ou estações. Cada uma dessas era dedicada a um fato do caminho da cruz de Cristo e acompanhada por uma oração especial. Por causa da limitação dos maometanos, os cristãos passaram a ter um programa para a visita desses lugares santos, relacionados à Paixão de Cristo.


 No fim do século XIV, já havia um roteiro comum, que percorria, em sentido inverso, a Via crucis. Este começava na Igreja do Santo Sepulcro, no Monte Calvário, e terminava no Monte das Oliveiras. As estações desse caminho eram bem diferentes da via atual. Alguns autores do fim do século XV, como Félix Fabri, afirmavam que esse itinerário – do Calvário ao Monte das Oliveiras – era o mesmo que a Virgem Maria costumava percorrer, recordando a Paixão de seu amado Filho Jesus Cristo.


Os peregrinos que visitavam a Terra Santa, no fim da Idade Média, testemunhavam um extraordinário fervor, pois arriscavam suas vidas na viagem e se submetiam às humilhações e dificuldades impostas pelos muçulmanos ocupantes da Palestina. Tal fervor fez com que muitos cristãos, que não podiam ir à Terra Santa, desejassem trocar a peregrinação pelo exercício de piedade realizado nas igrejas e mosteiros. Esse desejo fez com que fosse desenvolvido o exercício do caminho da Cruz de Jesus Cristo. 


O fervor levou os fiéis a percorrerem o caminho doloroso do Senhor Jesus na ordem dos episódios da história da Paixão de Cristo. A narrativa da peregrinação do sacerdote inglês Richard Torkington, em 1517, mostra que, no início do século XVI, já se seguia a Via dolorosa do Senhor na ordem dos acontecimentos. Isso possibilitava aos fiéis reviver mais intensa e fervorosamente as etapas dolorosas da Paixão. No Ocidente, as pinturas ou esculturas das estações da Via-sacra eram variadas. Algumas delas tinham apenas sete ou oito estações. Outras contavam com 19, 25 ou até 37 estações na Via dolorosa de Cristo. Em 1563, o livro “A peregrinação espiritual”, de Jan Pascha, descreve uma viagem espiritual que deveria durar um ano, num roteiro que partia de Lovaina para a Terra Santa.
Assim, o exercício da Via crucis desenvolveu-se ao longo dos séculos até atingir sua forma atual, a partir da obra de Pascha e Adrichomius no século XVI. A aprovação da Santa Sé e a concessão de indulgências mostram que a veneração e a meditação da Via dolorosa de Cristo fazem muito bem para a piedade cristã, especialmente no tempo da Quaresma. Por isso, desfrutemos dos benefícios da Paixão de Cristo como são propostos pela Via-sacra, piedade que santifica os fiéis cristãos a tantos séculos. Texto: formacao.cancaonova.com
TODAS AS FOTOS DA VIA-SACRA REALIZADA NESTA SEXTA-FEIRA (25), POR ESTAÇÕES, ESTARÃO NAS PRÓXIMAS POSTAGENS. CONFIRAM!

quinta-feira, 24 de março de 2016

Diocese de Petrolina: Programação da Via-Sacra na Paróquia São Paulo Apóstolo


Diocese de Petrolina: Programação da Semana Santa Paróquia São Paulo Apóstolo


Será que existe um pouco de Judas no seu coração? A resposta vai surpreender você


<a href="http://www.shutterstock.com/pic.mhtml?id=126536648&src=id" target="_blank" />The Jesus Christ crown of thorns and nail</a> © nito / Shutterstock





“Um dos doze discípulos, chamado Judas Iscariotes, foi ter com os sumos sacerdotes e disse: ‘O que me dareis se vos entregar Jesus?’ Combinaram, então, trinta moedas de prata” (Mt26,14s)

Foi um discípulo quem entregou Jesus, um “cristão”.

O Mestre da Misericórdia

Jesus não passa a mão em nossa cabeça e diz que não nos condena e está tudo bem. Não é isso. Ele nos mostra uma vida nova.


Richard Kane - Fotolia.com
Red Jesus Christ (EUA) - pt





Estamos vivendo o Ano da Misericórdia proclamado pelo Papa Francisco à Igreja, que é o povo de Deus. Logo no início da Bula de proclamação desse Jubileu, o pontífice nos diz que “Jesus é o rosto da misericórdia do Pai”. É sobre isso que quero refletir nesse texto.

A essencial oração de São Francisco de Assis

Para rezar sempre - mas com ainda mais fervor em tempos de ódio, desunião e trevas


Natureza 
JAPACK / SUNSET
COMPARTILHAR
TWEET
IMPRIMIR
Senhor, fazei de mim um instrumento de vossa paz!

Acompanhe Jesus de perto, estamos na Semana Santa

O guia da Semana Santa, dia por dia, para acompanharmos Jesus de perto!
Do Domingo de Ramos à Vigília da Páscoa

 Jesus is crying over Jerusalem - pt
COMPARTILHAR
TWEET
IMPRIMIR

No coração da nossa fé, pulsa o grande Mistério Pascal: a Paixão, a Morte, a Ressurreição e a Ascensão de Jesus Cristo. Toda a História da Salvação culmina nestes acontecimentos salvíficos – e se fundamenta neles. Esta é a semana em que o ministério público de Jesus chega ao ápice em seu sofrimento, morte e ressurreição.
Sugerimos que você imprima este texto e o leia todos os dias desta Semana Santa, caminhando ao lado de Jesus nos dias mais difíceis que Ele viveu nesta terra.

365 frases de santos

Que tal alimentar sua alma com uma frase por dia?


 web-5santos - pt
public domain
COMPARTILHAR
TWEET
IMPRIMIR

1. Não sei verdadeiramente como se pode pensar na Rainha dos Anjos, no tempo em que passou com o Menino Jesus, sem dar graças a São José, pelo auxílio que lhes prestou.
(Santa Teresa de Jesus)

Oração a Santa Rita de Cássia por uma causa impossível

Descubra por que ela é a santa das causas impossíveis e peça com fé sua intercessão



santa-rita
COMPARTILHAR
TWEET
IMPRIMIR
Imediatamente após sua morte, Santa Rita de Cássia já era venerada como protetora contra a peste, provavelmente pelo fato de ter se dedicado em vida ao cuidado dos enfermos de peste, sem contrair jamais a doença. Este foi o principal motivo pelo qual era começou a ser conhecida como a Santa das Causas Impossíveis.

Fé e cultura popular: a variedade das procissões de Semana Santa

Cidades históricas do Brasil se transformam em cenários imponentes para a religiosidade popular


Fogaréu
Procissão do Fogaréu em Goiás - CC
COMPARTILHAR
TWEET
IMPRIMIR

As procissões religiosas existem desde a antiguidade. Os judeus já tinham as suas na Páscoa e na Festa dos Tabernáculos, por exemplo, e os primeiros cristãos se reuniam para levar os corpos dos mártires até o local em que seriam sepultados. Participar de uma procissão sempre teve um significado de homenagem e de reconhecimento público: no caso cristão, essas honras são devotadas a Jesus, a Nossa Senhora ou aos santos.

Procissões de Semana Santa
Na Semana Santa, além disso, existe nas procissões o motivo penitencial: os fiéis procuram mostrar publicamente o seu arrependimento pelos pecados, acompanhando o Cristo que oferece a vida para nos remir.

Quer ser um bom pai? Veja os conselhos do Papa Francisco

A sabedoria do Papa Francisco em forma de dicas valiosas


 dad
COMPARTILHAR
TWEET
IMPRIMIR

“Um bom pai sabe esperar e sabe perdoar, do fundo do coração”, afirmou o Papa Francisco durante uma catequese na qual refletiu sobre o papel do pai na família, colocando como exemplo a parábola do Filho Pródigo.

O Papa se referiu à função do pai na família, a partir de uma perspectiva positiva, deixando de lado os “perigos dos pais ‘ausentes’”.

“A vida sexual dos esposos é o centro da sua vida espiritual”


A espiritualidade na vocação matrimonial passa necessariamente pela doação total e recíproca do corpo


couple-married-kiss-hug-sexuality-shutterstock
COMPARTILHAR
TWEET
MPRIMIR

A espiritualidade matrimonial não consiste apenas na oração e nas práticas de piedade feitas em conjunto pelos cônjuges. A vivência da espiritualidade nesta vocação particular passa necessariamente pela doação total e recíproca do corpo. Mais ainda: a união conjugal é o centro e o coração da vida espiritual do matrimônio!

sábado, 19 de março de 2016

Diocese de Petrolina: Festa de São José, Patrono do Seminário Diocesano

(Imagens ZéCA/2016)

No Dia de São José, a Diocese de Petrolina, ao lado seu Pastor Dom Manoel dos Reis de Farias, e da Reitoria do Seminário Diocesano São José, Padre Rogério e Padre Malan, esteve reunida na Quadra Esportiva do Seminário, para celebrar com uma multidão de devotos, dos quais boa parte vieram em procissão da Comunidade Auxiliadora, onde foi recitado SAnto Terço, para Santa Missa e Festa em Honra ao Patrono do Seminário, São José, esposo de Nossa Senhora!

Programação da Semana Santa na Paróquia Nossa Senhora das Dores de Rajada.

Celebração do domingo de Ramos - 2013
A paróquia Nossa Senhora das Dores, localizada no distrito de Rajada, Petrolina -PE, iniciará neste domingo, 20, as Celebrações da Semana Santa.
No domingo de Ramos, a programação inicia às 09h00, com a procissão 
Via-sacra encenada - 2012
Na Segunda-feira, 21, a paróquia realizará a Missa da Esperança, com intenções especiais pelos falecidos, às 19h30. No dia 22, terça-feira, 18h30, iniciará a concentração dos homens em frente a Creche Gabriel Moreira e das mulheres na escola Estevão Rodrigues Coelho, para realização da procissão de encontro do Senhor dos Passos e a Mãe das Dores, que após o encontro dos dois grupos, seguirão juntos para a Celebração penitencial na igreja. Na quarta-feira, 23, também às 19h30, será a vez de rezar em especial pelos enfermos e idosos. Quinta-feira Santa, a celebração da instituição da Santa Eucaristia e lava-pés, acontecerá às 19h30, seguida de Adoração ao Santíssimo até às 23h00. No dia seguinte a programação inicia às 05h30, com a Via-Sacra encenada, iniciando na quadra de Esportes Alécio Rodrigues, percorrendo algumas ruas do distrito. Também na Sexta-feira, 25, às 19h30, acontecerá na Igreja matriz a Celebração da Paixão do Senhor. Sábado Santo, 26, a Vigília Pascal iniciará às 20h00. No Domingo de Páscoa, 27, às 19h30,  acontecerá Santa Missa na Matriz.

sexta-feira, 18 de março de 2016

Diocese de Petrolina: Missa do Crisma - Santos Óleos Catecúmenos, Enfermos e Crisma



A Diocese de Petrolina, Poção do Povo de Deus pastoreada por Dom Manoel dos Reis de Farias, celebrou nessa quista (17) às 19h30, na Igreja Catedral do Sagrado Coração de Jesus, a Missa do Crisma, consagrando os Santos Óleos: Catecúmenos, Enfermos e Crisma.

Os Sacerdotes que fazem a diocese renovaram suas promessas sacerdotais diante de Deus e do nosso Pastor Diocesano, testemunhada pelos fiéis de todas as paróquias que fazem o território diocesano.

quinta-feira, 17 de março de 2016

6 reflexões que impactam o futuro: a família “não é mais atrativa para os jovens”?


A desagregação da família tem graves consequências culturais, sociais, políticas, econômicas e existenciais



dibujo familia 2 - pt

O arcebispo da diocese italiana de Campobasso-Bojano, dom Giancarlo Bregantini, é um dos grandes nomes da Igreja no debate sobre as rápidas mudanças antropológicas que afetam o mundo, em especial nos países do Ocidente. Entre os assuntos sob atenta observação do arcebispo os ligados à desagregação da família e suas consequências culturais, sociais, políticas e econômicas.
Algumas das suas considerações para reflexão e debate:

Papa pede que portas se abram aos migrantes, exilados de hoje


“O Senhor é fiel, não abandona à desolação. Deus ama com um amor sem limites, que tampouco o pecado pode frear"



 Pope Francis kissing a Child
© Antoine Mekary / ALETEIA
COMPARTILHAR
TWEET
IMPRIMIR

Misericórdia e consolação: duas palavras que nortearam a reflexão do Papa na Audiência geral da quarta-feira, (16/03), na Praça São Pedro.

Diante de mais de 25 mil fiéis,

terça-feira, 15 de março de 2016

Papa Francisco: Meditação de Quaresma: Igreja seja transparente sobre bens

“Aquilo que mais fere o povo cristão é o apego do clero ao dinheiro”

Meditação de Quaresma: Igreja seja transparente sobre bens

Pope Francis General Audience March 02, 2016
© Antoine Mekary / ALETEIA








 

O Papa Francisco e seus colaboradores da Cúria Romana entraram no quarto dia de reflexões propostas pelo Padre Ermes Ronchi durante os exercícios espirituais de Quaresma, em Ariccia.
“Aquilo que mais fere o povo cristão – observou Padre Ronchi – é o apego do clero ao dinheiro”, enquanto “o que faz o povo cristão feliz é o pão compartilhado”.

8 virtudes de Maria – e como viver cada uma delas

O caminho concreto para estar cada vez mais perto de Nossa Senhora










1. Paciência: Nossa Senhora passou por muitos momentos estressantes de provação, de incômodo e de dor, durante toda sua vida, mas suportou tudo com paciência. Sua tolerância era admirável! Nunca se revoltou contra os acontecimentos, nem mesmo quando viu o próprio filho na Cruz! Sabia que tudo era vontade de Deus e meditava tudo isso em seu coração. Maria, nossa mãe, teve sempre paciência, sabendo aguardar em paz aquilo, que ainda não se tenha obtido, acreditando que iria conseguir, pela espera em Deus.
 
Imitando essa virtude:

quinta-feira, 10 de março de 2016

CNBB divulga nota sobre o momento atual do Brasil

CNBB divulga nota sobre o momento atual do Brasil

No texto, os bispos recordam a necessidade de buscar o exercício do diálogo e do respeito
A Presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) divulgou nesta quinta-feira, 10, durante coletiva de imprensa, nota sobre o momento atual do Brasil aprovada pelo Conselho Permanente, reunido de 8 a 10 deste mês, na sede da Conferência, em Brasília. 
Na nota, a CNBB manifestou preocupações diante do momento atual vivido pelo país. "Vivemos uma profunda crise política, econômica e institucional que tem como pano de fundo a ausência de referenciais éticos e morais, pilares para a vida e organização de toda a sociedade".
Ainda no texto, a Conferência recordou a necessidade de buscar, sempre, o exercício do diálogo e do respeito. "Conclamamos a todos que zelem pela paz em suas atividades e em seus pronunciamentos. Cada pessoa é convocada a buscar soluções para as dificuldades que enfrentamos. Somos chamados ao diálogo para construir um país justo e fraterno", declara em nota.
Confira a íntegra do texto:

NOTA DA CNBB SOBRE O MOMENTO ATUAL DO BRASIL

“O fruto da justiça é semeado na paz, para aqueles que promovem a paz” (Tg 3,18)

Nós, bispos do Conselho Permanente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil–CNBB, reunidos em Brasília-DF, nos dias 8 a 10 de março de 2016, manifestamos preocupações diante do grave momento pelo qual passa o país e, por isso, queremos

sexta-feira, 4 de março de 2016

5 passos para uma vida espiritual cristã

Do tesouro inesgotável da fé católica

oración - pt
© Jacques COUSIN/CIRIC






1º A ORAÇÃO

“Senhor, ensina-nos a rezar, como também João ensinou a seus discípulos” (cf. Lc 11, 1c).

“A oração é um impulso do coração, é um simples olhar lançado ao céu, um grito de reconhecimento e amor no meio da provação ou no meio da alegria” (Sta. Teresa do Menino Jesus).

“A oração é a elevação da alma a Deus ou o pedido a Deus dos bens convenientes” (São João Damasceno).